linha de corte, 2021 

Este trabalho  apresenta uma performance em que a artista simula separar dois planos de uma paisagem como quem corta um bloco de argila com fio de nylon. Feita de frente para um morro que se instalou uma pedreira nos últimos anos, a artista delimita uma linha central como linha do horizonte e passa sobre ela uma linha de corte de ponta a ponta do campo visual da câmera. Em seguida, após um sutil movimento de um passarinho, o céu desaba sobre o morro, aplainando o horizonte. O trabalho parte de questões específicas de estudo de imagem no campo das artes visuais, como o reconhecimento da linha do horizonte na paisagem e sua capacidade de dividir planos de composiçao, e amplia para estudos e percepões sobre a ação humana na natureza, a destruição da paisagem e a relação de arte e ecologia.

cutline, 2021 

This work presents a performance in which the artist simulates separating two planes of a landscape like someone cutting a block of clay with nylon thread. Made in front of a hill where a quarry was installed in recent years, the artist delimits a central line as the horizon line and passes over it a cut line from end to end of the camera's field of vision. Then, after the subtle movement of a bird, the sky collapses over the hill, flattening the horizon. The work starts from specific issues of image study in the field of visual arts, such as the recognition of the horizon line in the landscape and its ability to divide composition planes, and expands to studies and perceptions about human action in nature, the destruction of landscape and the relationship between art and ecology.

linha de corte, videoarte, 2021

 

cutline, video art, 2021